Uncategorized

Poeta, Poetinha Camarada!

vinicius-de-moraes

Hoje é centenário do maior poeta do Brasil. O discurso do nosso poetinha camarada (que me acompanha desde a infância e agora embala o crescimento do meu filho), uma das mentes mais brilhantes e poéticas do século passado, é cada vez mais atual e se encaixa perfeitamente na realidade que vivemos agora, em 2013, tanto quanto era atual em 1960.

Como pode isso?

Pode porque amor, política,  beleza, sexo e tesão são assuntos sempre atuais e eternamente farão parte da nossa vida.

Tanta presença de espírito, beleza e harmonia colocou o poeta brasileiro entre os maiores pensadores do mundo, o que rendeu várias homenagens neste centenário, inclusive este aqui. Uma delas, belíssima por sinal, veio do Google, que criou um Doodle especial para o nosso Vinícius. 

vinicius_100

 

Outra homenagem que gostei bastante foi a do Último Segundo, do IG, que apresentou (e interpretou) 10 sucessos de Vinícius, para que todos possam entender um pouco mais sobre o poeta. Leia a homenagem na íntegra a partir daqui.

 

10 músicas para entender Vinicius de Moraes

Vinicius de Moraes completaria seu centenário no próximo sábado (19). O “Poetinha”, alcunha que o acompanhou ao longo da vida, nasceu no Rio de Janeiro e foi um dos letristas mais famosos da música brasileira.

Entre os temas explorados por suas poesias musicadas, o compositor descreveu sua cidade natal, as mulheres que observava passar pela orla, as mulheres em geral e o amor em seus diversos desdobramentos, vivido intensamente na vida e em vários de seus casamentos.

A partir dos anos 1950, Vinicius trabalhou com parceiros musicais como Tom Jobim, Baden Powell e Edu Lobo em músicas que ajudaram a definir o que seria a bossa nova e, posteriormente, encaminharam a MPB.

Sempre com lirismo e dramaticidade, o “poetinha” explorou encontros da bossa com o samba e a música africana, além de ter contribuído para projetar a carreira de nomes como Nara Leão e João Gilberto.

Até hoje é um artista regravado.

Conheça 10 músicas que representam o legado de Vinicius de Moraes:

“Garota de Ipanema”
Lançada em 1963, é uma das músicas mais famosas da dupla Vinicius de Moraes e Tom Jobim, além de ser considerada como um marco da bossa nova. Revelou a musa inspiradora Helô Pinheiro, que era frequentemente observada do bar onde os dois costumavam se encontrar.

“Eu Sei Que Vou Te Amar”
Mais uma composição de Vinicius de Moraes e Tom Jobim, versa de maneira dramática sobre o amor, tendo sido interpretada por diversos artistas. “Por toda a minha vida eu vou te amar/ Em cada despedida, eu vou te amar/ Desesperadamente, eu sei que vou te amar”, diz em letra forte.

“Pela Luz dos Olhos Teus”
Composição de Vinicius de Moraes que ficou famosa na voz de Miúcha e Tom Jobim. O poeta se derrama em versos apaixonados de uma música sem refrão: “Mas se a luz dos olhos teus/ Resiste aos olhos meus/ Só pra me provocar/ Meu amor, juro por Deus/ Me sinto incendiar”.

“Chega de Saudade”
Sucesso de Vinicius de Moraes e Tom Jobim, foi lançada no disco considerado como o primeiro álbum de bossa nova: “Canção do Amor Demais”, de Elizeth Cardoso, em 1958. Um ano depois, João Gilberto interpretou a faixa no disco de mesmo título, o primeiro de sua carreira solo, o que contribuiu para consolidar a faixa como uma das mais famosas da bossa.

“Samba da Benção” 
Uma das primeiras parcerias de Vinicius com o violonista Baden Powell. Chegou a ser utilizada sem autorização na trilha-sonora do filme “Um Homem e Uma Mulher”, do diretor francês Claude Lelouch. Nas partes faladas, Vinicius se declara “o branco mais preto do Brasil” e exaltas as mulheres, o samba e a musicalidade africana, que viria a se tornar mais frequente nas próximas parcerias com Baden.

“Tarde em Itapoã”
Vinicius de Moraes e Toquinho foram amigos próximos e compuseram juntos muitas músicas como “Testamento”, “Como Dizia o poeta” e “Tarde em Itapõa”, cuja letra exalta um dia de folga na praia: “Um velho calção de banho/ O dia pra vadiar/ Um mar que não tem tamanho/ E um arco-íris no ar”.

“Canto de Ossanha”
Vinicius e o violonista Baden Powell tiveram uma parceria prolífica que gerou o disco “Os Afro-sambas”, de 1966, o segundo lançado pela dupla. O álbum é considerado como um marco por misturar a sonoridade brasileira com a crença e musicalidade da África. A abertura é feita pela visceral “Canto de Ossanha”.

“Aquarela”
Composição de Vinicius com Toquinho, Guido Morra e Maurizio Fabrizio. Ficou famosa na voz de Toquinho, um dos melhores amigos de Vinicius, com quem também fez o disco infantil “A Arca de Noé”. “Aquarela” segue em versos lúdicos: “Se um pinguinho de tinta cai num pedacinho azul do papel/ Num instante imagino uma linda gaivota a voar no céu”.

“Insensatez”
Vinicius de Moraes e Tom Jobim compuseram uma música que, em sua versão traduzida para o inglês, fez tanto sucesso que chegou a ser regravada por nomes como Ella Fitzgerald, Frank Sinatra e até mesmo pelo roqueiro Iggy Pop.

“Arrastão”
Composição de Vinicius de Moraes e Edu Lobo, levou o primeiro lugar no I Festival Nacional de Música Popular Brasileira, em 1965, com interpretação lendária da novata Elis Regina, transmitida pela extinta TV Excelsior.

 

vinicius_100_2Poeta
Poetinha vagabundo
Quem dera todo mundo
Fosse assim feito você
Que a vida não gosta de esperar
A vida é pra valer
A vida é pra levar
Vininha, velho, saravá

 

Anúncios

One thought on “Poeta, Poetinha Camarada!

  1. Pedimos desculpa por incomodar mas gostaríamos de partilhar informação sobre uma doença feminina que afecta muitas mulheres no nosso país e no entanto é ainda muito desconhecida: Endometriose.

    Esta é uma doença feminina socialmente expressiva devido ao impacto que causa na vida da mulher, no entanto, é ainda muito pouco conhecida e divulgada em Portugal. Para além do desconhecimento da sociedade de um modo geral, são poucos os especialistas devidamente qualificados para lidar com esta patologia o que leva a que em média o seu diagnóstico demore cerca de 8 anos.

    A Endometriose é uma doença progressiva que pode levar ao mau funcionamento de vários órgãos e provocar quadros de dor muito elevados o que impede muitas mulheres de fazerem a sua vida de forma normal.

    Será que nos podem ajudar a passar palavra?
    Ao partilhar e ao visitar o nosso blog e aprender um pouco sobre a doença já estão a ajudar.
    Obrigada pela atenção

    mulherendo.blogspot.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s