Uncategorized

Alimente sua Alma

Carinho da mamãe, aconchego da terra natal, saudade de um amigo. Alimente sua alma através de alimentos que dão esses gostinhos

sensacoes-paladar-desperta-vida-simplesTodo mundo tem uma receita ou um alimento que, na primeira bocada, é capaz de parar o mundo e transportá-lo para outro tempo e espaço. Trazer memórias, recordações de sua própria história. Seja da infância, da terra natal ou de um destino visitado numa data quase esquecida.Comida que traz memórias afetivas, que aconchega. Sensações que entraram pela boca, pelo nariz, pelos olhos, pelos ouvidos. E podem ser degustadas novamente, quantas vezes você provar dessa comida especial que alimenta a alma. Ao longo da vida vamos criamos esse menu de recordações que começa na infância.

Coisa de criança

Quando, na primeira mamada, a mãe coloca o bebê no peito sob um olhar terno, já há uma ligação entre comida e afetividade, diz a psicoterapeuta Christina Freire. Na infância, nosso universo é muito mais ligado às sensações. O bebê bota tudo na boca, a criança pequena toca tudo. Temos uma aprendizagem ligada aos sentidos. É uma fase de descobertas, inclusive do paladar.

Quando pequenos, nosso universo culinário é mais restrito, direcionado pelos pais. Então os sabores ficam bem marcados. Talvez por isso haja tantas comidas com gosto de infância. Quando estamos tristes ou adoentados dá mesmo vontade de comer essas delícias que acalentam a alma.

Destinos

Para lembrar da terra natal, o mexicano Hugo Delgado gosta de comer mole verde, um frango com molho de semente de abóbora e temperos mexicanos, com arroz, frijoles refritos e tortillas. O mole verde está no cardápio do Obá, restaurante em São Paulo que ele montou com mais cinco sócios. Cada um contou uma receita inesquecível que provou numa viagem, e assim compuseram o menu da casa com iguarias de Tailândia, México, Itália e até do Brasil.

Comida gostosa

Apesar desse ar de familiaridade que a maioria das receitas afetivas traz, é possível acordar os sentidos e ter emoção com um prato que nunca se tenha provado antes. Não pelo prato em si, mas pelo entorno.

Quando fizer uma viagem, traga mais que fotos ou relatos. Volte com receitas. Se quiser matar a saudade de alguém querido, se lambuze com um prato que costumava comer nessa primorosa companhia. Cozinhe em banho-maria essa sensação gostosa de aconchego, aqueça em fogo baixo, mexa lentamente. E se delicie com essa comida gostosa, porque ela abraça você, em todos os sentidos.

Para saber mais

Afrodite Contos, Receitas e Outros Afrodisíacos, Isabel Allende, Bertrand Brasil

Por uma Gastronomia Brasileira, Alex Atala, Bei

Alegria, a Felicidade que Vem de Dentro, Osho, Cultrix

Fonte: Revista Vida Simples

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s