Uncategorized

Inspiração para o fim de semana: BOMBAS DE SEMENTES

Masanobu_FukuokaNo Japão existiu uma prática muito antiga de guardar as sementes para plantio na próxima estação junto com húmus ou outros materiais conservantes envolvidas por argila.

Esta técnica acabou sendo reinventada mais tarde por um agricultor natural  japonês, Masanobu Fukuoka (2 Fevereiro 1913 – 16 Agosto 2008). Fukuoka defendia a mínima intervenção no cultivo e conseguia com seu método produzir tanto quanto seu vizinhos – porém com muito menos trabalho.

Com sua técnica havia economia de dinheiro e tempo o que poderia viabilizar a recuperação de grandes áreas desmatadas – e foi o que Fukuoka fez!

Trabalhou na recuperação de áreas na Tailândia, nas Filipinas, Índia, alguns países africanos e na Grécia – trabalho que acabou ficando mais famoso, onde foram tratados 10.000 hectares.

Em 1998, aos de 86 anos de idade, recebeu o Prémio Magsasay (Prémio Nóbel da Paz no Extremo Oriente) por sua contribuição para o bem da humanidade.

Na década de 70, nos EUA as bolas de argila de Fukuoka foram incorporadas por movimentos verdes e passaram a ser chamadas de “seedbombs” – e utilizadas no enriquecimento de áreas ociosas urbanas.  

Para recuperação de áreas degradadas Fukuoka recomendava o uso de uma imensa variedade de espécies, incluindo arbustos e árvores florestais, árvores frutíferas, leguminosas, vegetais de folha e raiz, flores e cereais. Esta diversidade não só amplia as probabilidades de sucesso (combinação da espécie correta com as condições certas de clima e solo) – mas garante um ator para cada papel a ser desempenhado na recuperação. Cada planta contribui a sua maneira na regeneração do solo, inclusive aquelas que “não vão para frente”, deixando seu material morto como contribuição para enriquecimento do solo e manutenção de umidade.

No vídeo abaixo é possível ver a confecção em larga escala utilizando uma betoneira … e também a artesanal, onde as bombas são enroladas à mão. Qualquer pessoa pode fazer utilizando poucos recursos.

Veja a receita mais difundida, e que a paisagista Amanda Sales tem utilizado (e difundido):

  • 2 medidas de sementes

  • 3 medidas de solo adubado (terra vegetal – aquela bem escura e soltinha)

  • 5 medidas de terra argilosa (no estado de sp o solo costuma ser ideal, aquela terra vermelha sabe?)

A primeira dica é escolher um dia de sol que tenha previsão de ser seguido por pelo menos mais um ou dois dias de sol! Se o tempo estiver muito úmido ou chuvoso as bolas não vão secar, as sementes começam a brotar e algumas bolinhas podem até embolorar.

Na produção das fotos abaixo ela não utilizei sementes de árvore, mas todas as outras sim!

 
 

Na produção acima a medida da Amanda foi 1/3 de pote de sorvete de 2L.
Ou seja, ela utilizou 2/3 de pote de sementes, 1 pote de terra vegetal adubada e 5/3 de pote de terra vermelha argilosa – e isso rendeu 260 bombas de sementes.

 Se você achou bacana e vai fazer, fique à vontade para entrar em contato com a paisagista para tirar dúvidas, pedir dicas sobre onde encontrar os materiais nessa selva de pedras, ou qualquer outra coisa. Se você achou bacana, quer jogar algumas bombas pela cidade ou presentear os queridos com lembrancinhas de casamento, nascimentos ou aniversários – mas não tem tempo ou vontade de fazer você mesmo(a) … entre em contato: amanda.aso@gmail.com

Ela posso fazer bombas de sementes para você!

Fonte: Lá Fora

Advertisements

One thought on “Inspiração para o fim de semana: BOMBAS DE SEMENTES

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s