Uncategorized

Resenha: Jardim de Inverno

jardim-invernoMeredith nos faz pensar se vale a pena ser sempre certinha e com tudo sempre sob controle.

Nina nos faz pensar até onde vale a pena nos escondermos dos outros e de nós  mesmos.

A russa Anya nos mostra que cada um de nós, bons ou maus, felizes ou deprimidos, carinhosos ou frios, somos inevitavelmente o resultado de nossa história, dos acontecimentos que vivenciamos.

As três fazem parte da família Whiston, e tem o pai como elo de ligação entre elas e alicerce da família.

Meredith e Nina são irmãs distantes, que se encontram uma vez por ano e que raramente conversam sobre o que realmente importa, e assim, praticamente não se conhecem. Anya, mãe das duas é a mais distante e fria das três, e demonstra não ter ligação nenhuma com as filhas. Com a morte do patriarca, mãe e filhas são obrigadas a se relacionarem, e a estabelecer uma nova forma de convivência, baseada em paciência, entendimento mútuo, perdão e acima de tudo, o resgate do amor incondicional.   

Mais do que uma história sobre relações familiares difíceis, o Jardim de Inverno escancara como a história de vida de cada pessoa molda e direciona seus dias e suas ações, até que ela, e somente ela, tenha a coragem de esmiuçar as lembranças, trabalhar os fatos consigo mesmo e estar disposta a relembrar o passado a fim de mudar o futuro. É a partir dessa lição de casa que os acontecimentos terão significado, ficarão no passado e auxiliarão cada uma a crescer. Essa é a grande mensagem do livro escrito por Kristin Hannah e publicado aqui no Brasil pela Editora Novo Conceito.

O livro (maravilhoso, verdade seja dita) se divide entre os EUA, a Rússia, a África e o Alaska, e é uma grande aula de história maravilhosa sobre a II Guerra Mundial, a participação da Rússia no conflito, o impacto dos conflitos para a população russa, as dificuldades para se conseguir alimentos e abrigos, e a relação com os invasores. O texto também mostra a luta para sobreviver aos ataques, à fome e ao frio, e coloca o amor à família acima de todas as dificuldades, mesmo que esse amor tenha que ser personificado na forma de separação e de dor.

Este sem dúvida, foi um dos livros que mais me marcou, uma verdadeira lição de vida, sem ser piegas. Um grande livro, para ser lido, relido e vivenciado diversas vezes.

E já adianto: compre uma caixa de lenços, porque você vai chorar!

Anúncios

2 thoughts on “Resenha: Jardim de Inverno

  1. Adorei a resenha.
    Este, sem dúvida alguma, foi o melhor livro que li nos últimos tempos e há dois anos tem sido meu presente oficial para os amigos. Adorei a autora, leria até a lista de compras dela.

    • Oi Paula
      Maravilhoso este livro né? A Kristin Hannah tem vários livros publicados aqui no Brasil. Depois de Jardim de Inverno, sem dúvida ela se tornou uma das minhas autoras preferidas.
      Fiquei muito feliz por seu comentário.
      Um beijo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s